autoria, edição e produção de Augusto Moura Brito

30
Set 13

 

Aquilo que há algum tempo eu vinha afirmando sobre a decadência do partido socialista no município de Loures, confirmou-se!

Só os mais céticos, os beija mão e TODOS aqueles que não analisam e refletem o pulsar das comunidades, não viam nem sentiam, quiçá, por falta de modéstia ou por falta de uma reflexão séria e racional, que não acreditavam que a moradia estava a desmoronar-se e os interesses instalados a definharem…

Os munícipes de Loures sentiam a degradação dos serviços, assistiam com desespero aos elevados preços das taxas e sobretudo verificavam o compadrio e o amiguismo que se verificava na admissão de trabalhadores. Nem imagino o número de excedentários existentes, colocados durante estes anos sem que as suas competências fossem avaliadas e tão pouco observadas e atendidas às reais necessidades dos serviços.

Concomitantemente, vemos um partido onde a análise, a interpretação e a reflexão interna local nas secções ou nas freguesias é inexistente, ora fechando-se à participação, ora assistindo ao triunfo de um caciquismo sem escrúpulos e sem vergonha, perseguindo ou maltratando quem incomoda ou atrapalha os interesses instalados. Por sinal, o abandono para estes é uma das soluções, não obstante continuarem firmes a viver e a contribuir civicamente nas comunidades, tornando-as mais ativas e informadas, como vem sendo o seu contributo na academia sénior de Sacavém (vai iniciar em outubro o seu quarto ano). A propósito, vemos muito poucos em atuação nestas atividades de enriquecimento comunitário, talvez porque as suas competências estão esgotadas ou porque os seus horizontes estão direcionados para outras metas.


Na freguesia de Sacavém, onde existia uma maioria absoluta, agora com a sua ligação ao Prior Velho, o partido socialista apenas ganhou à CDU por uns escassos 247 votos. É importante fazer agora uma reflexão profunda à gestão anterior e aos mentores políticos responsáveis por este desastre! A comunidade está sentindo um esvaziamento cultural, associativo e recreativo, para não falar de outros setores, aliado a uma falta de ideias e de empreendedorismo onde a inovação, a modernidade e a envolvência das gentes desta comunidade sejam uma realidade, tornando-as vivas, autênticas e sobretudo úteis…


Para terminar um recado aos candidatos derrotados do partido socialista em Loures: este caminho não é seguro nem triunfante! Reflitam profundamente com TODOS e não apenas quando os ventos são favoráveis…pois, o que se passou no município de Loures, no que concerne à organização das autárquicas, deixam-nos pensativos!

 

Augusto Moura Brito

 30 Setembro 2013

publicado por sacavem-actual às 11:54

Setembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO